Últimos Mensagens!

Como escolher um sifão para a pia da cozinha?

Uma peça fundamental para o bom funcionamento da pia é o sifão, que, muitas vezes, por ficar escondido, acaba não sendo tratado com a importância que merece pelas pessoas.

Se você está a pensar em ter obras em sua residência, saiba que os sifões não são todos iguais e escolher uma boa peça pode fazer toda a diferença no funcionamento adequado das suas canalizações. Se precisar de serviços de canalizadores ou desentupimentos na zona de Lisboa, contacte a SOS Multiassistência.

O que é o sifão?

O sifão é uma peça formada por um compartimento que retém água e é encontrado na saída das sanitas, nos ralos sifonados, em caixas de inspeção na rede de esgoto e também nas pias das casas de banho, da lavanderia e da cozinha. Sua função é transportar um líquido de uma altura para outra mais baixa e também evitar o mau cheiro proveniente das canalizações. Existem vários tipos de sifões, desde o em formato de “S” (mais conhecido por ser usado nas pias) até o “em copo” (que se assemelha a um copo dentro do outro).

Sifão de esgoto

Sifão de esgoto

 

Quais os tipos de sifão?

Existem vários tipos e modelos de sifão que podem ser usados de acordo com a sua necessidade. Veja alguns:

    • Sanfonado ou extensível: é o sifão mais versátil, já que pode ser flexionado em todas as direções, o que permite que a sua saída seja estendida para alcançar a conexão com o esgoto em qualquer posição. É bastante utilizado em pias de casas de banho e cozinhas.
    • Fixo: normalmente é feito em metal e não oferece ajustes de instalação. Ele não é indicado para pias de cozinha, pois não oferece ajustes, ou seja, você não poderá trocar o ralo ou a cuba com medidas diferentes do que foi instalado.
    • Articulado: pode ser de metal ou PVC rígido e oferece um pouco mais de ajuste no posicionamento do que o fixo.
    • Multiuso: pode ser utilizado em vários tipos de pia, como da cozinha, das casas de banho e dos tanques.
    • Misto: normalmente possui um copo que se encaixa no ralo e uma saída sanfonada que se encaixa na tubulação do esgoto e vice versa.
    • Flexível: é de plástico flexível e resistente, mas não oferece muitos ajustes na instalação e por isso, hoje, ele é pouco utilizado.

Quais os materiais do sifão?

Assim como o modelo, o sifão também pode ser encontrado em materiais diferentes, o que deve ser levado em consideração na hora de comprar a peça mais adequada para o seu caso.

      • Metálico: são os mais caros e também os mais resistentes. A maioria dos modelos apresenta um copo removível e rosqueável, o que ajuda na hora de realizar a limpeza e a retirada dos detritos sólidos em caso de entupimento.  Porém, os sifões feitos com esse material não são muito versáteis, o que pode limitar os ajustes na instalação e também dificultar a hora de realizar uma troca de pia ou cuba.
      • Plástico de polipropileno: são os modelos mais econômicos e também os menos resistentes. Os plásticos podem sofrer degradação com o tempo, principalmente quando são expostos à luz solar, a produtos de limpeza e a fungos e bactérias. Tudo isso pode causar manchas, ressecamento e amarelamento, o que pode resultar em furos e rachaduras que causam fugas de água e muitos transtornos.
Esquema 1

Esquema 1

O que levar em consideração na hora de escolher o melhor sifão para a minha pia da cozinha?

Com todas essas informações, você já pode perceber que os sifões não são todos iguais. Para lhe ajudar a encontrar o modelo ideal para o seu caso, separamos algumas dicas:

        • Vedação: a parte mais importante de um sifão são as juntas, porque elas são as responsáveis por vedar totalmente a peça e evitar futuras fugas de água. Por isso, busque por materiais de boa qualidade.
        • Qual a garantia e a qualidade do material? Fique atento pois muitos sifões têm preços baixos, mas não oferecem uma vida longa grande, já que são feitos de materiais de qualidade inferior, o que, com o passar do tempo, poderá lhe causar muitos problemas como fugas de água, entupimentos, entre outros.
        • Possibilidade de desmonte: alguns modelos permitem que o copo inferior (onde ficam alojados os detritos vindos da pia da cozinha) seja retirado para a limpeza. Esse é um fator muito importante, pois irá facilitar na hora de manter o seu sifão limpo e a funcionar perfeitamente. Mas, fique atento, porque nem todos modelos são desmontáveis e, alguns, sequer apresentam o copo – um ponto bem negativo, já que irá dificultar muito a manutenção. Mesmo alguns modelos desmontáveis não são compostos pelo copo, o que faz com que a água fique alojada ao longo do sifão e não em um único local.
        • Fecho hídrico: considere comprar um sifão que possui essa peça, pois ela ajuda a impedir o mau cheiro. Note que nem todos os sifões apresentam fecho hídrico, então, fique atento.
        • Tamanho: estar atento a medida do diâmetro do sifão também é muito importante na hora de comprar a peça. Os sifões usados nas pias das casas de banho geralmente possuem 32 mm de diâmetro, já os das pias da cozinha, 38 mm. Não se esqueça, também, de medir o diâmetro do cano no qual ele será instalado. Já existem no mercado peças com mais de uma medida.
Esquema 2

Esquema 2

Como instalar um sifão?

Antes de começar, caso vá fazer a troca da peça, desinstale o sifão existente e não se esqueça de fazer uma limpeza do tubo com um pano macio, água e sabão neutro.

        • Posicione o sifão: passe a fita veda rosca na saída da válvula de escoamento. Rosqueie provisoriamente o sifão na válvula e alinhe a saída da peça com a saída do esgoto.
        • Preste atenção as medidas: encaixe o tubo do sifão na saída do esgoto e meça a distância entre o sifão e a parede.
        • Corte o tubo: caso seja necessário, corte o tubo do sifão na medida que você retirou no item anterior.
        • Encaixe o tubo no sifão: solte o sifão da válvula de escoamento e encaixe o tubo. Atenção: o lado cortado deve ficar voltado para a parede.
        • Instale o tubo: encaixe o tubo na saída do esgoto.
        • Encaixe o sifão: rosqueie o sifão na válvula de escoamento, aperte até atingir a vedação e ajuste a canopla na parede. Não use chave de aperto nas partes cromadas.
        • Teste: deixe a água correr para verificar se há fugas de água. Limpe o sifão com um pano macio e pronto.

Este artigo foi oferecido pela empresa de canalizadores e desentupimentos SOS Multiassistência, aceda ao site em multiassistencia.pt.

Abertura de portas: como proceder?

abertabertura de portas 2ura de portas 2

Quem nunca precisou de um auxílio na hora de realizar a abertura de portas? Seja por ter se esquecido das chaves, seja por tê-las quebrado dentro da fechadura ou seja por outros problemas com o sistema. A verdade é que ficar trancado para fora de casa não é uma situação muito agradável, não é mesmo?

Por isso, nós montamos um artigo com dicas importantes que podem lhe ajudar a livrar-se dessa situação desagradável.

Abertura de portas: método 01: use objetos simples

abertura de portas 1

Para abrir a porta com este método, você precisará dispor de um conjunto de pinças especializadas, mas, caso você não as tenha é possível improvisar e produzir as suas próprias ferramentas.

Caso a fechadura da sua porta não seja muito forte, você poderá usar um par de clipes de papel, mas se o sistema for mais complexo, talvez você necessite de outros objetos como grampos de cabelo, alicate e arame.

A intenção com esses objetos é criar um modelo de chave de pressão, que é usada para aplicar a tensão necessária na base da fechadura. Caso você disponha de uma chave Allen, poderá torna-la plana e utiliza-la como a chave de pressão.

O ideal é buscar um objeto que seja longo e fino o suficiente para entrar no buraco da fechadura. Ele também deverá ser rígido o suficiente para conseguir pressionar o mecanismo da tranca.

Se você optar por usar o grampo de cabelo, abra-o para ter uma haste longa de metal. Mas, se você não conseguir encontrar nenhum objeto como os que sugerimos, então tente usar a sua criatividade e procure por itens similares, como palitos, canos de tintas de caneta e outros.

Preste atenção ao mecanismo da sua fechadura. Caso o puxador da porta seja com botão, insira o objeto dentro do buraco até notar uma resistência e, então, empurre. Você deverá escutar imediatamente um “clic”, de modo a indicar que a fechadura foi aberta.

Mas, se o mecanismo for de girar, então insira o objeto e gire-o até que sinta a resistência, depois pressione-o. Nesse momento você deverá escutar o som de que a fechadura foi aberta.

Nesse caso, é preciso que você gire o objeto tanto no sentido horário, como no sentido anti-horário, até conseguir a abertura da porta.

Abertura de porta: método 02: retire o puxador

abertura de portas 4

Se você não está a obter resultados com o método acima, é possível que esteja a lidar com uma fechadura um pouco diferente. Nesse caso, tente retirar o puxador da porta.

Na maior parte dos casos, as fechaduras são fixadas à porta com dois parafusos que ficam visíveis. Use uma chave compatível e retire-os, de modo a soltar os dois lados do puxador.

Em seguida, retire todo o mecanismo e, então, abra a porta. Pode ser que, durante o processo, sinta necessidade de alternar entre os dois parafusos ou que precise usar de um pouco de força para soltar os parafusos.

Além disso, em algumas situações é normal que os parafusos estejam debaixo do espelho decorativo do puxador. Nesse caso, retire-o com uma pequena chave ou force-o para baixo com uma alavanca.

Abertura de porta: método 03: use um cartão

abertura de portas 5

Este é um método que sempre vimos nos filmes – e que costuma funcionar muito bem na maior parte das fechaduras. O segredo está em encontrar o cartão ideal, que deve ser de plástico rígido, mas um pouco flexível.

Evite usar o seu cartão de débito ou de crédito, pois o procedimento poderá danificá-lo. Em geral, os cartões de supermercado ou de transporte, até mesmo um cartão-de-visita mais duro poderá funcionar.

Em seguida, segure o cartão e passe-o pela fresta entre a porta e o batente. Tente começar um pouco acima do puxador e passe o cartão para baixo e depois para dentro. Caso não consiga atingir o trinco, remexa-o um pouco.

Mas, atenção, esta técnica apenas funciona com portas comuns, sendo que você não conseguirá abrir um ferrolho, por exemplo. Além disso, é possível que você consiga abrir a porta quase instantaneamente com este método, mas alguns modelos de portas podem demorar um pouco mais.

Abertura de porta: método 04: use grampos de cabelo e arame

abertura de portas 3

Embora o mais indicado sejam os grampos de cabelo, caso você não possua nenhum à mão, poderá improvisar com um clip de papel grande. Caso você use um grampo de cabelo com as pontas de plástico, terá de retirá-las antes.

Também é possível usar uma pinça, mas para isso terá de raspá-la no chão para conseguir deixa-la mais lisa.

O arame deverá ser usado para fazer uma espécie de alavanca. Então você poderá usar um clipe de papel grande dobrado na posição L. É importante que essa sua alavanca seja bem forte.

Outra ideia é usar uma chave de fenda pequena ou outro tipo de objeto que caiba na parte debaixo da fechadura.

Comece de modo a inserir a alavanca na parte debaixo da fechadura e, então, gire-a na direção em que você normalmente giraria a sua chave, para que consiga ter uma boa pressão.

Aos poucos, force o arame ou o grampo (que não está no formato de alavanca) para cima e para baixo. Nesse momento, você deverá ouvir uma sequência de cliques, à medida que os pinos vão se movendo dentro da fechadura.

Quando você conseguir levantar todos esses pinos, notará que a alavanca irá girar livremente e a porta estará aberta.

Esse método de abertura de portas é capaz de abrir qualquer tipo de porta em segundos, mas é preciso apresentar alguma prática. Essa mesma técnica também poderá ser usada em alguns tipos de cadeados e ferrolhos.

De qualquer modo, o método mais seguro e eficiente de abertura de portas é mesmo dispor de uma equipa técnica especializada, assim você terá a certeza de que não estará a agredir a sua fechadura.

Lembre-se ainda que utilizar esses métodos pode ser um pouco suspeito e acabar chamando atenção da vizinhança. Então, use-os apenas em último caso, se você não conseguir contactar nenhuma equipa de abertura de portas.

O que você achou desse conteúdo? Ele foi-lhe útil? Caso tenha alguma dúvida, não hesite e deixe-nos um comentário agora mesmo.

Como Reparar Estores Avariados?

Estores

Os estores avariados podem gerar inúmeros transtornos, como o desconforto térmico e a invasão do ambiente com os raios solares. Existem muitos tipos de estores e possibilidades diferentes de avarias, em algumas situações pode ser que você tenha que chamar por um técnico especializado, porém na maioria dos casos é possível que você mesmo resolva o seu problema.
Separamos algumas situações corriqueiras que podem afetar o funcionamento do seu estore e formas de corrigi-las. Veja algumas:

Estores de lâminas

Esse tipo de estore é bastante comum e pode sofrer algumas avarias ao longo dos anos que podem ser fáceis de serem consertadas. O principal item que deve considerar é em relação aos comandos de abertura e orientação que devem ser, sempre, mantidos limpos para não emperrarem.

Caso esteja com um cordão estragado, troque por um novo imediatamente, antes que ele se parta. Afinal, um cordão partido é muito mais difícil de ser substituído.
Outra maneira de manter os seus estores laminados sempre a funcionar é procedendo com a limpeza constante e adequada. O pó, a gordura ou outras sujidades podem deixar seu estore com uma aparência envelhecida, além de aumentarem as chances de mau funcionamento.

1. Lâminas que necessitam ser substituídas:

Esta é uma avaria relativamente corriqueira em relação a esse tipo de estores, pois as lâminas, com o passar dos anos, podem se torcerem ou se partirem.
Caso esteja a enfrentar esse problema, inicie o processo retirando as lampas laterais (ou topes) da régua de base. Em seguida, retire a capa da régua de modo a deixar fácil o trabalho com as extremidades do cordão de abertura.
Vá desfazendo os nós do cordão e puxando-os através das lâminas. Quando atingir a lâmina estragada, retire-a e substitua por uma nova. Então, enfie novamente o cordão pelos furos das lâminas, passando-as de maneira alternada por dentro e por fora dos pedaços de cordão que servem como suporte para as lâminas (conhecido como ‘escada’) até atingir a régua. Depois, finalize colocando a capa e os toques de régua.
Pronto, agora já possui um estore com todas as lâminas a funcionar de maneira adequada.

2. O cordão está partido, e agora?

Como dissemos no início do texto, substituir os cordões partidos é mais difícil do que quando eles estão apenas pouco avariados, porém essa não é uma tarefa impossível.
Para realiza-la é preciso ter acesso a calha que fica dentro da caixa do topo, para, assim, poder meter um cordão novo. Os cordões, em geral, passam por sobre carretos que se situam em cima da ranhura do travão ou trincador e ao longo da calha do topo.
Assim, passe um dos cordões pelos furos próximo a uma das extremidades das lâminas e o outro pelo conjunto de furos, tecendo-os de forma alternada nos fios da escada.
Para finalizar, torne a colocar a capa e os topes de régua de base após ter dado alguns nós nas extremidades do cordão. Em seguida, teste o funcionamento do cordão novo no estore.

3. O cordão está estragado, como proceder?

Caso o seu cordão ainda não tenha se partido, mas se mostre avariado, então é necessário substituí-lo imediatamente para evitar problemas maiores. A boa notícia é que, neste caso, pode se fazer a substituição do cordão sem a necessidade de se retirar o estore da janela.
Comece segurando o cordão dobrado que serve de comando de abertura – e que fica pendurado ao lado do estore-. Depois, corte as duas partes cerca de 15 centímetros acima da volta. Em alguns casos é possível que a volta do cordão esteja enfiada dentro da régua através de um furo no tope. Alguns estores são equipados com um dispositivo capaz de nivelar as lâminas que funciona tal qual uma fivela de cinto e fica enfiado no cordão.
Se o seu estore possuir esse dispositivo, deslize o nivelador para fora do cordão antes de cortar. Então, prenda o cordão novo ao antigo com uma fita adesiva. Em seguida, abra a régua da base e puxe as extremidades do cordão antigo até que o novo passe e seja possível dar nós semelhantes aos do cordão antigo.

4. Como proceder com a limpeza adequada dos estores laminados?

Como dissemos é muito importante que você proceda com a limpeza adequada dos seus estores de lâminas para que o mesmo dure por mais tempo.
No geral, manter limpo os estores laminados é muito simples, basta apenas usar um espanador para retirar as partículas de poeiras que podem ficar alojadas nas lâminas.
Para não perder muito tempo, feche todas as lâminas em uma só direção e então espane todas ao mesmo tempo. Em seguida, retorne as lâminas no sentido contrário e repita a operação.
O ideal é proceder com a limpeza regularmente, sobretudo em locais com muita poluição ou acúmulo de gordura.
Agora, se o seu estore possui sujidades e gorduras, então você deverá usar um pano macio para retirar toda a sujidade superficial antes de espaná-lo. Outra boa ideia é calçar uma meia velha em sua mão, assim poderá alcançar pontos de difícil acesso e garantir que o seu estore sempre ficará limpo. O uso do vinagre é bastante indicado neste processo.
Além disso, deve tomar alguns cuidados para não danificar o seu estore, como:
– evitar molhar o cordão escada que funciona como suporte das lâminas, pois ele poderá apodrecer
– sempre secar muito bem as lâminas depois de molhadas
– não usar detergente ou outros produtos abrasivos que podem desgastar a pintura das lâminas.

Estores de rolo

1. Como ajustar a tensão?

Se está a enfrentar dificuldades na hora de enrolar o seu estore, pode ser alguma questão envolvendo a tensão do mesmo. Para isso, desça o estore até o meio, retire-o dos suportes e enrole-o no rolo até o final. Em seguida, coloque-o de volta no lugar e desça até o fundo.
Caso ele continue a não enrolar de forma completa, repita a operação até obter uma tensão adequada. Algumas vezes, pode ser necessário dar uma volta ou duas no pino de encaixe antes de colocar novamente o rolo no suporte.

Web Design BangladeshWeb Design BangladeshMymensingh